A história do Afghan Hound

Sempre liderei as caçadas por causa do meu fôlego e velocidade. Não tinha pra ninguém.

Minha raça teve origem nas planícies ao sul do Afeganistão e era muito utilizada para caçar animais de grande porte, como raposas, leões, gazelas e lobos. Esses bichões que são considerados ferozes e velozes, não eram páreo para mim. Daí surgiu minha grande agilidade para correr. Além disso tenho muito fôlego e coragem.

O lado independente da minha raça veio justamente por eu ter sido acostumado a comandar as caçadas. Sem dúvida, eu era o melhor, e ainda que tivesse cães de outras raças me acompanhando nas caças, era eu o destaque pela minha velocidade.

A temperatura muito baixa das montanhas asiáticas desenvolveu em mim, como proteção, essa pelagem abundante (e linda, diga-se de passagem), e também um temperamento alerta. Haja instinto de sobrevivência para suportar às grandes variações de temperatura do Afeganistão, que passavam do frio ao extremo calor, sem dó! Por esse motivo, me adapto muito bem a mudanças de climas e me dou bem tanto no frio, como no calor. Seja de que parte do país você for, de Roraima ao Rio Grande do Sul, vou me adaptar muito bem.

Se você passear comigo, o espaço de minha nova moradia não será problema, já que gosto mesmo é de ficar me recordando do passado, deitado em algum canto, sem incomodar ninguém. Não repare, sou um tanto nostálgico.

Não sei se você sabe, mas quando cheguei ao ocidente, perto de 1920, conquistei os ocidentais pela minha aparência exótica, jamais vista até então.

Nenhuma raça de cão se compara ao meu visual deslumbrante. Pode procurar. Não existe nada parecido comigo.

Desde lá, sou um verdadeiro sucesso! E é esse sucesso que quero que você tenha ao meu lado.

Telma da Camara