A história do Fila Brasileiro

A minha origem é controversa, como a de tantas outras raças, mas tenho uma história, apesar dela não ser glamorosa

Minha história é um "diz que me diz". Cada um fala uma coisa e, sinceramente, não tenho como lhe passar uma informação acertada, pois tudo que falam da origem da minha raça, são suposições.

O que talvez mais se aproxime é que sou uma mistura do Bloodhound, do Mastiff e do Buldog Inglês, pois tenho características parecidas tanto físicas, como psíquicas, dessas 3 raças.

Mas não falem somente da minha raça. Todo mundo sabe que existem várias raças que não se sabe, verdadeiramente, a origem.

O que é unânime nas minhas histórias é que fui muito utilizado para capturar escravos fugitivos (infelizmente fiz parte desse capítulo da história brasileira, o que não me dá nem um pouco de orgulho, mas era o meu trabalho e não posso esconder isso de ninguém) e também para a caça de animais de grande porte. Neste caso, a finalidade era apenas subjugar o animal para os caçadores e não matá-lo.

Esses tempos se foram e, hoje, a minha maior função é como um cão de guarda.

Apensar do meu olhar melancólico, minha presença impõe respeito e minha coragem é implacável. Por isso, alerto aos desavisados e intrusos que não estou nunca com a cabeça nas nuvens, apesar do meu olhar nostálgico. Pense bem antes de querer enfrentar minha estrutura volumosa.

Meu lema é: escreveu, não leu, o pau comeu...