A história do Poodle

Sou francês, embora digam que sou da Alemanha, da Rússia e de tantos outros lugares. Como sou um cão maravilhoso todo mundo quer que eu seja do seu próprio país.

Isso não faz diferença. O que importa é que sou uma raça bastante antiga e que a minha maior qualidade é a minha inteligência, além da beleza, é lógico.

Na França me chama de Caniche, simplesmente porque eu era um cão que buscava as aves selvagens que eram abatidas. Adorava fazer isso, não por maldade, mas por instinto. Aliás, Caniche é um nome bem bonitinho para um cão, não?

Também já fui utilizado como pastor. Não, não de igreja, mas de ovelhas. No entanto, com o caminhar dos tempos, todo mundo me queria mesmo como cão de companhia. Estive entre as damas do século XVII, participando da aristocracia francesa. Não tinha uma dama importante sequer que não queria ter um cão como eu para exibir.

Sou um cão fiel, inteligente, carinhoso, feliz, inteligente, serelepe, inteligente,elegante e...já falei inteligente?