Como cuidar de um Shar Pei

Você já deve ter visto que tenho um bocado de pele, né? Por favor, não chame-as de rugas. Isso ofende. Diga que são dobras e admita que isso me confere uma aparência totalmente diferente dos outros cães e que me dá um charme especial.

Voltando aos cuidados...Com essas dobrinhas lindas que tenho pode acabar acumulando sujeira dentro delas e, por isso mesmo, você deve ter uma especial atenção. 

Caso eu tome banho ou pegue uma chuvinha procure me secar bem para evitar seborreias ou qualquer tipo de dermatite. Coloque-me no sol ou caso o tempo esteja nublado, seque-me com um secador de longe. Lembre-se: a umidade deve passar bem longe de mim, porque ninguém vai querer me ver doente ou fedido. Também sobre a minha pele, ela pode causar problemas da minha visão por caírem sobre minhas pálpebras e cílios e estes entrarem na minha vista. Para isto a solução é procurar um bom cirurgião veterinário. Alguém que se compare ao Ivo Pitanguy para dar uns pontinhos nas pálpebras para evitar que isso aconteça. Mas faça isso comigo ainda filhote, senão terá que fazer uma verdadeira cirurgia muito mais complicada.

No mais, uma boa caminha num lugar seco e limpo e nos dias mais frios, providencie um cobertor para que eu me aqueça.

Assim, estarei com a vida que pedi aos céus.