O dono ideal para qualquer cão

Pode ser você

Se você está com vontade de ter um cãozinho, eu e os meus amiguinhos de outras raças agradeceremos se você pensar bastante antes de tomar essa decisão, afinal, nós temos sentimentos e também somos feitos de carne e osso.

Gostar de nós à primeira vista é muito importante, não tenha dúvida, mas é preciso ter consciência que nós cãezinhos damos trabalho, porque não conseguimos fazer tudo sozinhos, como os humanos. Precisamos de quem nos alimente e nos dê segurança.

Coisas que você precisa estar ciente antes de levar um cão para sua casa

  1. Cães não sobrevivem de luz, cães comem e às vezes adoecem. Comida e medicamentos custam dinheiro, então não pense que um cão lhe custará R$ 10 (dez reais) a mais por mês. O custo de um cão por mês é muito maior que isso mesmo que prepare a comida dele em casa.
  2. Cães precisam ser vacinados e, assim como os bebês e as crianças, as vacinas precisam estar em dia pois as doenças que essas vacinas protegem o cão são doenças que podem passar para o ser-humano, no caso, você e sua família.
  3. Levar seu cãozinho ao veterinário, assim que adotá-lo é uma medida simples e de grande valia (e novamente vale lembrar que veterinários custam dinheiro). Já pensou se você leva um amiguinho pra casa e ele está cheio de pulgas ou tem algum parasita (verme, por exemplo)? Visitas ao veterinário, ao menor sinal de doenças, também são indispensáveis.
  4. Se for comprar um amiguinho de um canil, dê preferência aos que são indicados por alguém conhecido. Se isso não for possível, o canil tem obrigação de lhe passar a procedência do cãozinho.
  5. Eu sou muito favorável à adoção, afinal, o sol nasceu para todos. Cães adotados de abrigos podem ser uma excelente escolha, mas o cão deve ser visto por um veterinário para que suas condições de saúde sejam avaliadas.
  6. Nós cãezinhos precisamos de amor, carinho e na maioria dos casos atividades físicas como brincadeiras, passeios e corridas. Nós nascemos para sentir o vento no focinho, não toleramos muito olhar para uma parede o dia todo, todos os dias.
  7. Faça um orçamento para ver quanto você vai gastar mensalmente. Esse é um item não menos importante do que os outros, pois gastos com qualquer animal de estimação, são inevitáveis. Se o orçamento está apertado, deixe a decisão para uma outra hora.
  8. Você terá com quem deixar seu cão em caso de precisar viajar ou se ausentar por longos períodos durante o dia? Se sim, ótimo se essa pessoa fizer por vontade e não por obrigação. Se não, reavalie sua decisão. Se você terá condições de deixá-lo em um hotelzinho, ótimo, mas verifique quanto custa a estadia em sua região antes de adquirir seu cão.
  9. Seu filho é quem está pedindo um cão há muito tempo e ele prometeu que irá cuidar, vocês já combinaram isso e seu filho é muito responsável: as chances de uma criança cuidar de um cão (limpar o cocô e xixi, levar para passear, cuidar da alimentação, levar para o banho e tosa, etc.) são remotas, então saiba que o mais provável é que você irá cuidar desse cão que seu filho prometeu que irá cuidar.
  10. Filhotes são fofos, meigos e dão vontade de apertar. Em 8 meses aproximadamente, em média, eles atingirão o tamanho adulto e toda a fofura terá desaparecido na maioria dos casos.
  11. Cães soltam pelos, mesmo que sejam curtos. Esses pelos grudam em tudo e se espalham por toda casa.
  12. Cães de pelo longo necessitam de cuidados diários para que a pelagem não fique embaraçada e em locais de muito calor tosas (cortes dos pelos) são recomendadas com frequência (novamente, isso tem um custo em dinheiro).
  13. Cocô e xixi costumam ter um cheiro desagradável e normalmente você terá que recolher.
  14. Cães não são aplicativos que você configura e os deixa do jeito que você deseja e também não podem ser desinstalados para que você instale outro em seu lugar.
  15. Cães são seres especiais e você precisa deles para alegrar sua vida.

Telma da Camara